... | translate | to | your | language | ...

sexta-feira, 27 de março de 2009

Audição




Nossos sentidos não fazem parte de nós à toa. Todos eles têm um significado singular e peculiar, sendo fundamental para um equilíbrio e bom funcionamento do restante do nosso corpo.



A audição tem seu papel num campo onde todos nós nos rendemos: a música! Desde que o homem criou através do som um significado, ela tem caminhado junto dele por várias e várias gerações. Batuques, cordas, sopros ou por meios externos, como o som das ondas quebrando na beira da praia, ou dos pássaros que o harmonizam e dão um toque diferenciado ao som emitido, etc. Somos de certa forma escravos da música. Ainda não ouvi falar de quem não goste de música (não estou classificando gêneros) em geral.


Com a introdução da voz e das letras, a música foi conquistando novos horizontes, fazendo com que histórias fossem contadas através dela, sejam de amores, críticas, políticas, orações ou poemas. Não entra e nem cabem aqui as pseudo-músicas que as gravadoras capitalistas empurram aos ouvidos da maioria da população ainda não tão esclarecida, culta ou interessada. Ate mesmo na dance music [área afim minha] encontram-se porcarias de péssimo gosto, que eu me recuso a ouvir. Também vale citar também as grande pérolas da mpb, pop nacional e internacional, e por aí vai...


Algumas músicas nos encantam pela sua melodia e arranjo, outras tantas são feitas com tanto zêlo que a letras se encaixa m perfeitamente, como se ela sempre existisse, independente do seu tempo.


Como de um centro e longo tempo pra cá o dinheiro fala mais alto do que tudo, acabamos por deixar de conhecer e apreciar muitas obras tanto nacionais, como internacionais, sejam elas cantadas, instrumentais, eruditas, etc. Cabe a cada um que se sentir interessado em procurar conhecer o que há de bom para se ouvir, uma vez que pra música não existe tempo. Quando ela nos encanta é como um encanto eterno, seja ela atual ou não. A boa música é atemporal.


Ouça de tudo... música clássica, pop, erudita, eletrônica, regional, mundial, intimista, leve ou pesada... conheça todas... e filtre o que te agrada ao coração. Se seu gosto é popular, não se acanhe, pois pode ser que você descubra peças relevantes, que façam alguma diferença. Se for refinado, não se ache superior e nem critique que não aprecia ou não conhece.


Música faz bem pra alma e pro coração. Ela te traz alegria, te lembra bons (e outros nem tanto) momentos, te faz desabafar, rir, chorar, gastar energia, dançar, reavaliar atitudes ou apenas para um bom relaxamento. Cultive o hábito de ouvir (boa) música. Você só tem a ganhar.




"As palavras podem mentir, os homens fingir, mas a música é incapaz de nos enganar"







[link na fita cassete]








...

.

.

.


quinta-feira, 26 de março de 2009

1



...

.

.

.

quarta-feira, 25 de março de 2009

2



. . .


.

.

.

terça-feira, 24 de março de 2009

3


. . .


.

.

.

terça-feira, 10 de março de 2009

Offline



Volto quando puder...


.

.

.

segunda-feira, 2 de março de 2009

Desejos*




Desejo primeiro que você ame, e que amando, também seja amado. E que se não for, seja breve em esquecer. E que esquecendo, não guarde mágoa. Desejo, pois, que não seja assim, mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos, que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis, e que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar, porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos. Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes, você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil, mas não insubstituível.
E que nos maus momentos, quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante, não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância, você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem, não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer.
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo por sinal que você seja triste, não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra , com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato, alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal.
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja e acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você viva um amor, eterno ou não, mas que seja vivido do início ao fim[!?!].
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes... estando juntos ou não, pois o amor é mais do que união.
E quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer, não tenho mais nada a te desejar.



___________________________________________________________________

Desejos - Autor: Sergio Jockymann - *com adaptações e alterações minhas.
- A poesia original, de autoria de Sérgio Jockymann [POA-RS], publicada em 1980 no Jornal Folha da Tarde, de Porto Alegre-RS, circula na internet como sendo de autoria do escritor francês Victor Hugo.
- Roberto Frejat se inspirou nesse poema para escrever a canção "Amor pra Recomeçar".





.
.
.

Informativo de dados

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

_______________Terra e Lua